Tudo sobre Barracas - Dormindo na Natureza P#3- DICAS OUTDOOR

10-Aug-2015

 

 

 

 

Nessa terceira parte de 'como dormir na natureza', o assunto é o abrigo (você pode ver as duas primeiras nos links abaixo, não precisa ser na sequência).

 

E quando falamos em abrigo, temos três opções básicas: barracas, redes e tarps. Hoje falaremos especificamente das barracas. Vamos começar conhecendo as barracas.

 

 

 

 

Tamanhos: O tamanho de uma barraca é medido pelo número de pessoas que cabem dormindo dentro dela.

 

Uma barraca '3 pessoas' comportará 3 pessoas deitadas e encostadas (coladas) e nada mais que isso. Portanto, se você não tem intimidade com seus colegas ou se irá guardar as mochilas na barraca é altamente recomendável comprar uma barraca sempre "uma pessoa" maior do que o número de hóspedes.

 

 

 

Formas: Existem centenas de formatos de barracas, cada fabricante faz as suas sempre diferentes. Mas se fôssemos classifica-las elas poderiam ser: as canadenses (triangulares com formato de "A"), os gazebos (barracas familiares com múltiplos quartos) e as tipo túnel ou iglú (mais modernas e utilizadas por trekkers e hikers).

 

Tipos:

 

Barraca simples: O tipo mais básico de barraca é a de parede simples, onde o "teto" da barraca esta costurado junto com as paredes e o piso

 

Esse tipo de barraca é o mais barato mas apresenta um grande problema, a condensação. Nossa respiração e o calor do corpo fazem a umidade condensar no teto e (como está costurado às paredes e piso) escorrer pra dentro da barraca. Em algumas situações pode chegar a ensopar o abrigo todo.

 

No caso de você ter uma barraca desse tipo sugiro deixar a porta entreaberta para melhorar a ventilação e minimizar a condensação.

 

 Barracas de teto duplo: São as melhores, vem com a armação principal onde o piso impermeável é costurado nas paredes de tela (chamado de habitáculo (foto ao lado)) e o teto (chamado de sobre-teto) é colocado por cima deixando um espaço entre as duas paredes. Isso permite que a condensação passe pela tela (que também funciona como mosquiteiro), condense na cobertura e escorra até o chão, pingando fora do habitáculo.

 

 

 

Materiais:  As barracas mais simples usam basicamente o poliéster. As mais caras (e leves) usam nylon em grande parte dela. Todas devem ter costuras seladas (impermeabilizadas).

 

As armações nas mais simples são de fibra de vidro e nas melhores são de alumínio (algumas usam até fibra de carbono!). 

 

As estacas das mais simples são de aço e nas mais caras e leves são de alumínio (ou titânio nas tops).

 

As cordas de amarração devem ser resistentes e de uma cor que você possa enchergar a noite com mais facilidade pra não ficar tropeçando.

 

A qualidade pode ser vista até nos zíperes (YKK são os melhores) e nos mosquiteiros: os "no see" permitem que vc enchergue bem de dentro para fora da barraca e são mais resistentes. 

 

 

 

Coluna d'água: A capacidade de uma barraca resistir a chuva é medido pela coluna d'água, que pode ser diferente para o piso e para o teto da barraca.

 

Basicamente, quanto maior a coluna d'água, mais resistente a chuva é a barraca. Barracas boas tem no mínimo 2000mm de coluna d'água.

 

 

 

 

Vestíbulo/avançoÉ interessante que a barraca tenha um bom espaço coberto na frente da porta para que você possa entrar e sair sem a chuva molhar a barraca e também pra guardar as botas, panelas sujas, mochila e até cozinhar em caso de dias chuvosos.

 

Isso é MUITO útil mesmo!

 

 

3 ou 4 estações: As de 3 estações são projetadas para verão/primavera/outono, enquanto as 4 estações incluem o inverno e estão preparadas para frio, ventos fortes e neve.No Brasil uma 3 estações responde bem as nossas necessidades (e geralmente são um pouco mais leves).

 

 

Peso e espaço: Se você vai fazer um camping de carro, não tem porque se preocupar com isso. Mas se vai fazer uma longa caminhada, cada grama conta. É claro que barracas mais leves são mais caras e o custo benefício depende do bolso de cada um.

 

Outro fator que devemos levar em conta é o tamanho que elas ficam quando dobradas (claro que quanto menor, melhor).

 

Lembre-se que no caso de uma barraca servir a duas ou três pessoas, elas podem dividir o fardo e na maioria das vezes isso será mais leve do que cada um levar a sua.

 

 Self Stand: Algumas barracas usam as estacas fincadas no solo apenas como fixação, essas são as "self stand" e podem ser montadas sobre terreno duro ou serem transportadas facilmente de um lugar pra outro sem desmontar (no caso do chão começar a alagar ou simplesmente quero procurar uma sombra).

 

No Brasil esse é um detalhe que não considero muito importante, mas depende de onde vc vai acampar, é claro.

 

Cores: Mais do que apenas um gosto pessoal, cores fortes ajudam você a achar a barraca quando está acampado no meio do mato. Porém podes ser cansativas se você está dentro dela preso por um longo período de chuva. Ou seja, se você não vai acampar em um lugar onde possa "perder" sua barraca de vista, prefira tons suaves e vice-versa.

 

Dicas:

 

- Escolha pra sua barraca um lugar plano e limpe o terreno o melhor possível para não furar o piso ou incomodá-lo durante a noite,

 

- Nunca ponha sua barraca embaixo de árvores por causa de raios e de galhos que podem cair (apelidados de 'fazedores de viúvas').

 

- Lembre-se que o material das barracas é inflamável! Cuidado com fogareiros e fogueiras (lembre-se que brasa pula!).

 

- Arme sua barraca pelo menos uma vez para aprender e ver quanto tempo demora. E na natureza não espere escurecer para escolher o lugar e a armá-la.

 

- Cuidado com os estirantes (cordinhas) em lugares de passagem. Você (ou alguém) pode tropeçar e derrubar tudo.

 

- Colocar um plástico (ou algo do gênero) sob o piso da barraca ajuda a protejer o material do chão, mas cuidado pra não ser muito maior que o piso porque o sobre-teto vai escorrer a água pra ele e transformá-lo numa piscina.

 

- Procure deixar as ventilações da barraca sempre abertas. Melhor entrar um pouco de vento do que a umidade não poder sair e ensopar tudo.

 

- Mantenha uma forma de luz sempre a mão dentro da barraca. As boas barracas tem pequenos bolsos ou lugares para pendurar próprios pra isso.

 

- Caso acampe em um lugar com animais, vc pode fazer um 'alarme' com um fio passado em volta da barraca (a 30 cm do chão) e com suas panelas penduradas nele. O barulho o alertara e espantará a maioria dos animais.

 

- Não durma de headfones, é importante escutar a natureza, animais, chuva, raios e outras variantes. Por outro lado, um livro é um ótimo companheiro pras noites ou dias chuvosos.

 

- Se precisar ir "ao banheiro" no meio da noite, prefira fazer dentro ou na frente da barraca em uma garrafa ou saco plástico e depois enterrar ao amanhecer. Sair com sono no meio da noite é um convite a cair, se perder ou encontrar algum animal. Se estiver com um parceiro ele deve ficar acordado durante sua saída.

 

- Procure tirar as botas e a roupa suja antes de entrar e deixar no vestíbulo/avanço da barraca pra não sujar onde vc vai dormir.

 

- Nunca guarde comida dento da barraca!  Ponha num saco plástico, amarre com uma corda e jogue por cima de um galho. Comida é um convite para animais, principalmente formigas e roedores no caso do Brasil. Em alguns lugares isso é uma regra rígida por causa de ursos.

 

- Se você escutar ruídos muito perto da barranca durante a noite, simplesmente faça barulho (bata com o talher na panela ou apite e grite). Isso espanta 99% dos animais e resolve a situação.

 

- E por último, se você estiver com acampamento fixo por várias noites, certifique-se que vai achá-lo depois de um dia curtindo a natureza. E sempre que sair, mesmo que seja para ir "ao banheiro", leve sempre um kit básico de sobrevivência com você.

 

 

Bom, é isso! Aguarde os posts sobre redes e tarps em breve!

 

Absssss!

 

Celso.